O que é a Stévia ?

A Stévia, de seu nome completo Stévia Rebaudiana Bertoni é originária da América do Sul e mais especificamente do Paraguai. Foi descoberta pelos índios Guarani e revelada ao mundo pelo Dr. Bertoni, daí o seu nome.

As folhas secas são usadas há décadas como adoçante natural em muitos países da América Latina e da Ásia.

Os edulcorantes stévia são extraídos das folhas da planta Stévia. 

Ao contrário de outros adoçantes, como o aspartame, adoçante sintético, a stévia é um adoçante natural. São considerados adoçantes, os produtos e substâncias com sabor doce.
Os dois compostos principais, responsáveis pelo sabor doce das folhas da stévia são o Steviosideo e o Sebaudiosideo A.

O Rebaudiosídeo A, é obtido por extracção com água, antes de ser purificado, é o composto que tem o perfil adoçante mais interessante como adoçante.

O Rebaudiosídeo A, uma vez purificado, tem um poder adoçante de 250 a 300 vezes maior que o açúcar comum.
A folha da planta stévia tem na sua composição três tipos principais de edulcorantes, os quais são classificados como glicosídeos de Steviol. São diferentes steviosídeos com diferentes níveis de purificação…

Steviosídeo

É o mais amargo e com menor poder adoçante.

De baixo custo, é o mais utilizado na indústria em geral.

Rebaudiosídeo A

É o mais concentrado e com maior poder adoçante e portanto de custo mais elevado.

Rebaudiosídeo C

Menos doce que o Rebaudiosídeo A.
Rebaudiosídeo A é o steviosídeo com melhor qualidade gustativa, mas cabe lembrar que o Rebaudiosídeo A existe com diferentes graus de pureza (de 30% a 98%).

Na sua forma mais pura o Rebaudiosídeo A 98 diferencia-se pelo sabor e poder adoçante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *